Cordel do Fogo Encantado no Circo Voador. Foto: Erika Tambke

Cordel do Fogo Encantando se reuniu. “Os amigos voltaram”, gritava o apresentador no palco do Circo Voador. E fizeram um show especial na noite de sábado sob a lona da Lapa.

Lançando álbum novo, o show tinha músicas novas intercaladas com outras já clássicas e conhecidas do público. E essas a galera cantava em coro, com a mesma força que Lirinha já perfomou tantas vezes, nos ensinando uma forma de se cantar Cordel.

Lirinha estava bem. Passava uma paz que eu não lembrava de outros tempos da banda. O corpo, por outro lado, parecia ter a memória dos shows e vivia os acordes num reflexo natural. Mas o estrelismo, armadilha fácil de vocalistas carismáticos, deu lugar a um equilíbrio com a banda que só reforçou a força da união nessa volta. Via-se mais a banda que em outros shows. Todos brilharam a sua maneira.


Talvez fosse a alegria de estarem tocando juntos. O público recebeu Cordel com fome e carinho. Foi uma noite emocionante, com 2 horas de show que correram tão rápido que ainda pareciam ser os primeiros acordes da noite.

Cordel do Fogo Encantado no Circo Voador. Foto: Erika Tambke


Não foi um show pesado como antigamente, em muitos sentidos. Mas a sensação de leveza acompanha a maturidade da banda e talvez de seu público. Crescemos de lá para cá. E num mundo de tanta tensão, ouvir coco, ouvir alfaia tocando rock, poesias de amor…faz o nosso coração mais leve. Memórias que a batida do coração vai lembrar mesmo anos depois.

Cordel do Fogo Encantado no Circo Voador. Foto: Erika Tambke

*Texto e fotografia: Erika Tambke