Doutor, Exquadrilha de Volta na Fundição

Sucesso na década de 1990 com os álbuns Usuário, Os Cães Ladram mas a Caravana Não Pára e A Invasão do Sagaz Homem Fumaça , o Planet Hemp, após sua separação, tem se reunido pontualmente para alguns poucos shows. Contudo, em dezembro deste ano, a banda anunciou apresentações por algumas cidades brasileiras contando com a presença de Marcelo D2, BNegão, Pedrinho, Formigão e o novo guitarrista Nobru Pederneiras. Dentro da restritíssima agenda, o Rio de Janeiro foi contemplado com dois shows marcados na Fundição Progresso nos dias 18 e 19 de dezembro.

Seguindo o clima de boas notícias, foi anunciado também o lançamento do DVD da turnê realizada pelo Planet em 2013 – com três músicas já divulgadas na internet – e, quem diria Doutor, adivinha quem está de volta na praça? A banda divulgou também que tem planos de voltar à ativa em entrevista ao jornal “O Globo”.

Neste cenário, nesta sexta-feira 18, o Rio de Janeiro contou com uma apresentação icônica da banda, que manteve em seu repertório todos os clássicos necessários para deixar a plateia da Fundição Progresso mais que satisfeita. Marcelo D2, com 48 anos, manteve a energia em alta e uma super presença de palco, junto com BNegão, gritando as mazelas da sociedade, críticas à polícia e é claro, muita apologia à maconha (.. é mentira). O show contou com as imortais “Legalize Já”, “Queimando Tudo”, “Mantenha o Respeito”, “Ex-Quadrilha da Fumaça”, “Zerovinteum”, “Dig Dig Dig (hempa)”, um cover do Ratos de Porão, dentre outras.

O som do Planet se manteve na mesma linha reggae, rock, samba de sempre, mas a interação e sintonia da banda foi surpreendente. A energia e harmonia dos componentes da banda se traduziram em um som perfeito, mais do que ensaiado e com viés algum pra crítica colocar defeito. Acredito que, como eu, todos os fãs e presentes – que por sinal, foi uma plateia muito mais diversificada do que as dos shows do Planet nos anos 90 -, saíram extasiados com o repertório, qualidade sonora, apresentação de luzes, presença de palco, efeitos visuais e todos os recursos perfeitamente empregados na apresentação.

Diante de um show desses, agora só cabe esperar que a reunião da ex-quadrilha da fumaça seja realmente definitiva e que venha muito som novo na mesma pegada de sempre, mas com a maturidade de som que a banda trouxe às apresentações da turnê do Planet neste mês de dezembro.

 

Texto: Leticia Wienskoski
Fotografia: Brunno Dantas

 

 

 

Compartilhe...Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Email this to someoneShare on FacebookShare on LinkedInShare on Reddit

Definir é limitar.

Login

Anti-Spam, Porque Por favor, responda a questão! *